segunda-feira, 25 de abril de 2011

Companheira

Filhota cadela, minha fiel companheira.
                             
Veja onde ela deitou pra me vigiar. Nem o chulé da irmã humana a demoveu da idéia... Narrana vai me matar!
Tenho certeza de que essa me ama incondicionalmente não importando se sou rica, pobre, gorda, magra. Se estou de bom ou mau humor. E quando estou doente, aí é que ela não arreda pé!
A bichinha já está com 6 anos, cega do olho direito, quase banguela (da tartarotomia só sobraram as presas, 3 molares no fundo esquerdo, 1 molar no teto direito e um zagueiro na frente, tadinha!), é dorminhoca, se latir é porque há problema, querida aonde vai, educada, obediente. Mas se a deixo só em casa, prepare-se para a passagem de um furacão colossal na casa... Todo mundo pode sair, menos eu. Eu mereço!
                                       
Maridão implica me beijando, abraçando e pronunciando: "Mamãe é minha. Mamãe gostosa." Coisas do tipo... Aí nasce um pitbull feroz!  
E me diz se tem como não amar essa menina linda de mãe?
Bejins. Amem e cuidem dos animais. Eles são filhos de Deus.
                                    

2 comentários:

  1. Os bichinhos são mesmo bons companheiros! Beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu amo cachorro... vc sabe...
    E essa sua é uma lindona!

    Beijos!!!!!

    ResponderExcluir

Manda ver na sua opinião. Tô esperando.